Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Propostas para a melhoria das condições de vida dos animais

 

 As acções aqui apresentadas não podem ser abarcadas por uma só entidade, é um trabalho conjunto de Autarquias, Forças de Segurança, Associações e população em geral.
Como Associação estamos prontos a assumir a nossa parte neste projecto tão necessário como urgente para alterar a situação caótica e degradante dos animais errantes e melhorar as condições de vida daqueles cujos donos descuidam o seu bem-estar.

 
 
A degradação das condições de vida dos animais é devida a:
 
 Reprodução descontrolada dos animais
Se por ano uma fêmea tiver duas ninhadas com seis crias em média, e levando em conta que metade das crias são fêmeas e que procriam na mesma proporção.
NASCEM 300.000 ANIMAIS EM 5 ANOS

Muitos são envenenados, mutilados e atropelados, outros são recolhidos em canis, acabando também por morrer. Os restantes vivem em condições miseráveis continuando a reproduzir-se.
 
O Homem exerce o direito sobre si mesmo de reproduzir-se controlando a sua proliferação.
Nos animais tem que ser o Homem a ajudá-los.
 
Abandono:
Principalmente em locais abandonados da Cidade existem centenas de gatos que proliferam e morrem com diversas doenças ficando em putrefacção nesses locais. Também existem muitos cães errantes que proliferam constantemente, muitas vezes doentes e com parasitas.
Há muitos casos de abandono, principalmente no Verão, não só de residentes que abadonam os seus animais, mas também de visitantes da região.
Difundimos junto das pessoas o que o animal abandonado sente e sofre: medo, fome, sede, falta de abrigo, risco de vida.
Por falta de informação e de meios muitas pessoas deixam os seus animais procriar lançando-os depois na rua, muitas vezes doentes.
A irresponsabilidade, a falta de implantação do chip e a inexistência de punição para tal acto, são os principais culpados da existência de tantos animais abandonados.
Um animal abandonado é um animal em sofrimento!
                         

 

 

Oferecer e incentivar vários serviços como esterilização, vacinação e desparasitação.O controlo da proliferação desordenada evitará que se queira diminuir o número de animais, matando-os com veneno.

 

 

 

Esterilização:
A esterilização é o método contraceptivo mais eficaz que actualmente garante o mínimo de risco e sofrimento para os animais diminuindo desta maneira o número de animais errantes.
A esterilização é efectuada anestesicamente por veterinários nas devidas condições, e o animal fica vigiado durante a
convalescença podendo regressar ao local de origem.
 

 

 

 

Vacinação:
Todos os animais devem ser vacinados contra doenças actuais.
 
Desparasitação:
Aplicar nos animais desparasitantes para evitar infestações.



 
Dejectos na Rua:
A falta de cuidado e de civismo dos donos de animais citadinos, faz com que a população crie aversão aos animais que não têm culpa.
O nosso objectivo continua a ser a colocação em toda a Cidade postos com sacos próprios para a apanha dos dejectos, e intensificar a informação à população para a sua existência e uso.

       Recolha:
Recolher os que não têm condições de permanecer na rua.



 

Adopções:
Promover a adopção de animais de rua.

 



Envanenamento:
A proliferação desordenada de animais aliada à mente criminosa, provocam inúmeros casos de envenenamento.
Aparecem muitos animais envenenados sem que se consiga apurar os responsáveis. Alertamos as autoridades  para actuarem em conformidade com a lei. Tentamos consciencializar as pessoas para o sofrimento dos animais quando são envenenados.

 

 

Cães considerados perigosos:
Animais de raças definidas em que muitos dos donos não cumprem a Lei, não sociabilizam estes animais e utilizam-nos em lutas sangrentas, correndo-se o perigo de causar alguns danos se ficarem à solta.
 

Fiscalização:
Exigir que a protecção civil e o sepna sejam dotados de meios para incrementar a sua intervenção.


 

Justiça:
Exigir às forças de Segurança Pública que encontre o primeiro criminoso, a partir daqui tudo mudará.

 
Maus-Tratos:
Infelizmente é comum  na nossa sociedade a ausência do sentimento de respeito pelos animais.
A violência contra animais no nosso país é comum e raramente é imputável.
A ligação entre violência em relação aos animais e violência interpessoal está sobejamente estudada e faz parte da lista de itens utilizada pelo FBI para determinar o perfil dos criminosos.
Procuramos uma mudança de atitude para com os animais, divulgando nos meios disponíveis (folhetos, jornais, rádio, televisão) e sobretudo nas escolas o respeito e os cuidados que os animais devem ter. 
                                                    
Mudança de atitude:
Este é o problema mais difícil de resolver, mas se não se começar a promover a mudança, então é que ela nunca acontecerá.
(Com  campanhas de sensibilização utilizando todos os canais diponíveis)
As pessoas devem cumprir a Lei e a 
declaração universal dos direitos dos animais.
Aplicar as coimas para as situações de maus-tratos.

 


publicado por ADAPO às 09:15

link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Ficha de Inscrição de voluntários

.posts recentes

. O abandono é um CRIME!

. Gatinhos bebés precisam d...

. Chiuaua procura novo lar

. Faro. Cão e dono precisam...

. Cão encontrado em Almada

. Cadelinha Atropelada - Ca...

. Bebecas para adopção (gat...

. Gata para adopção - Bom J...

. Cadela Arraçada de Pastor...

. ROSEMARY precisa de Casa

.arquivos

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

Petição nacional de esterilização de cães e gatos